Receba dicas de economia ⭐ conselhos de compras inteligentes 🧡 e ofertas no Blog DaazCavernas 😲 Leia notícias, análises de produtos e muito mais.

Você sabe quais são os tipos de investimentos alternativos e suas vantagens? Variar os investimentos é algo que muitos investidores buscam fazer, mas não sabem como.

Além de comprar bitcoin, investir em ações e títulos ou fazer reservas com investimentos de renda fixa, é comum que muitos busquem por mais opções.

Assim, os investimentos alternativos surgem como uma modalidade interessante, justamente por todas as vantagens que traz. Mas quais são elas? É o que você vai descobrir neste artigo. Veja mais a seguir!


Navegue no menu em uma das sessões abaixo:

📉 Investimentos alternativos: o que são?
📊 Tipos de investimentos alternativos
📉 Vantagens dos investimentos alternativos
📊 Conclusão


Receba dicas de economia ⭐ Conselhos de compras inteligentes

Investimentos alternativos: o que são?

Investimentos alternativos: o que são
Investimentos alternativos: o que são?

Primeiramente, vamos entender o que são os investimentos alternativos e quais são suas características. Em resumo, essa é uma classe de aplicações que faz parte da economia real.

Na maior parte dos casos, eles não se encaixam nos moldes do mercado tradicional, como os ativos de renda fixa ou compra de ações e títulos.

Contudo, mesmo não fazendo parte desse mercado tradicional, eles apresentam ainda valores e prazos para retorno bem definidos. Além disso, há também os mesmos riscos que qualquer investimento naturalmente apresenta.

Dessa maneira, uma forma de classificarmos os investimentos alternativos é os identificando como investimentos aportados em negócios e empresas não listadas no mercado convencional.

E como funcionam?

Em geral, os ativos alternativos estão relacionados com setores da economia real. Energia, agronegócio ou consórcios são exemplos comuns de setores dessa modalidade de ativos.

Assim, por essa variedade, os investimentos alternativos são opções que atendem a diversas modalidades, não apenas a setores específicos. Ou seja, não existe um padrão de funcionamento.

Com isso, esses ativos não são afetados por alguns fatores da economia que comumente afetam ações e títulos, por exemplo.

Diferença entre investimentos alternativos e tradicionais

E quais são as diferenças entre os investimentos alternativos e os investimentos tradicionais? O que diferencia cada um deles para quem busca por novas alternativas no mercado?

Primeiramente, quando nos referimos aos investimentos tradicionais, estamos falando das modalidades comercializadas em corretoras, bolsa de valores e instituições financeiras.

Dessa maneira, eles estão ligados à economia financeira, bem como com suas variações, estas, condicionadas ao mercado em que se encontram. Exemplo disso são as ações, cujos papéis podem valorizar no crescimento de mercados.

Por outro lado, os ativos alternativos não contam com uma plataforma padrão para negociação. Com isso, a compra é feita por aporte direto ou através de fundos de investimentos. Além disso, há outras diferenças, como?

  • Liquidez: com um acesso e comercialização menores, a liquidez desses investimentos é menor. Mas isso não quer dizer que são opções piores;
  • Mercado: ativos alternativos não possuem uma correlação com o mercado para serem operados. Assim, questões econômicas não os afetam.
DESCONTOS EM FINANÇAS

Tipos de investimentos alternativos

Tipos de investimentos alternativos
Tipos de investimentos alternativos

Mas algo que pode te ajudar a entender o que são os investimentos alternativos é saber quais são seus tipos. Em geral, existem boas opções de ativos alternativos no mercado para cada perfil de investidor.

No entanto, por contarem com uma liquidez menor, é sempre importante buscar um bom posicionamento e organização.

Assim, você não depende desses investimentos a curto prazo. Confira a seguir alguns tipos comuns de investimentos alternativos.

Infraestrutura

Um tipo comum são os fundos de infraestrutura. Em geral, são projetos grandes, como construções ou obras de maior volume.

Com uma baixa diversificação, as carteiras dos fundos de infraestrutura são consideradas um investimento seguro. Um bom exemplo desse tipo de investimento são os Fundos de Investimento em Participações (FIPs).

Precatórios

Por sua vez, os precatórios são um título de pagamento de uma quantidade determinada que o Governo foi condenado a pagar judicialmente.

Dessa forma, é comum que esses títulos levam anos para serem liquidados, o que não é vantajoso para quem irá receber o dinheiro. Com isso, há um mercado para compra e venda de precatórios.

Assim, o beneficiário deixa de receber uma parte do valor integral do precatório, e recebe o restante à vista. Em seguida, o comprador recebe a titularidade desse valor.

Private Equity

Semelhante aos fundos de infraestrutura, esse tipo de investimento nada mais é do que um fundo de gestão ativa, onde é possível adquirir participação em empresas de capital fechado.

Dessa maneira, o objetivo é investir em empresas com boa capacidade de crescimento, seja em gerenciamento ou na parte financeira. Em geral, esse tipo de investimento é feito antes da venda ou abertura de capital do negócio.

Isto é, ele se inicia com um grande investimento de capital, seguidos de aportes estáveis. Por fim, há a fase onde os investimentos são desfeitos e a empresa é vendida ou abre seu capital na Bolsa.

E é justamente nessa última fase onde o investidor obtém um retorno do capital que investiu.

Royalties musicais

Outro tipo de investimento alternativo que pouco conhecem são os royalties musicais. A classe de investimento vem ganhando cada vez mais adeptos, apesar de ainda não ser tão difundida.

Em resumo, por meio dela o investidor adquire recebíveis de uma obra e ganha o direito de ter o que é gerado por ela através de execução pública. Execuções em plataformas de streaming são um exemplo.

Special Situations

Por fim, há também os fundos de Special Situations que, na prática, são investimentos em ações, ajudando a estruturar operações que envolvem créditos.

Investimento de curto prazo, não é possível saber onde será investida a carteira de fundo por não haver uma caracterização específica.

DESCONTOS EM FINANÇAS

Vantagens dos investimentos alternativos

Vantagens dos investimentos alternativos

Agora que você já sabe o que são os investimentos alternativos, podemos indicar quais são as vantagens desse tipo de modalidade. Confira mais a seguir!

Diversificação do portfólio

Uma das maiores vantagens dessa modalidade de investimentos é a possibilidade de diversificar ainda mais seu portfólio. Assim, além de opções de renda fixa e variável, você pode contar com ativos alternativos.

Estabilidade

Além da diversificação, os investimentos alternativos oferecem uma estabilidade ainda maior ao investidor. Da mesma forma, por não serem afetados por crises financeiras, essa modalidade é ainda mais vantajosa.

Grandes retornos

Por fim, com uma carteira bem organizada e construída, o investidor pode ter um grande potencial de rentabilidade através dos investimentos alternativos.

Conclusão

Como você pôde notar, os fundos de investimentos alternativos são uma excelente oportunidade para quem busca novas opções para investir. Assim, é possível diversificar sua carteira e manter a rentabilidade dos seus ativos.

DESCONTOS EM FINANÇAS